Celular e cartões integrados para seu transporte

Em Nova York e Los Angeles é possível pagar pelo transporte público e táxis usando um cartão Visa ou um celular.

Em Nova York, os passageiros podem usar o Visa payWave – em cartões e celulares – para pagar a linha do metrô de Lexington, em Manhattan, algumas estações ferroviárias PATH, linhas de ônibus MTA e rotas NJ TRANSIT. O sistema também foi instalado em 10 mil táxis de Nova York.
Em Los Angeles, os passageiros podem usar um cartão Visa para pegar o metrô. O TAP ReadyCARD é a combinação do passe Transit Access Pass (TAP) do LA Metro com um cartão pré-pago Visa, usado para o pagamento da tarifa. Os cartões funcionam exclusivamente nos metrôs de Los Angeles. São usados também para retirar dinheiro de caixa eletrônicos.

Não apenas nestes lugares a Visa está implementando esse tipo de serviço:
Kuala Lumpur, Malásia. O Express Rail Link agora aceita os cartões Visa payWave para a ligação de trem expresso do aeroporto internacional da cidade.
Londres. Um cartão de crédito usa o sistema de Barclay payWave, e um aplicativo permite que os donos de cartões smartcard Oyster utilizem a rede de transportes público da cidade.
Istambul. O cartão Visa payWave e o cartão IDO Sea Miles às portas ferry Istambul através DenizBank e Visa Europe.
Paris. Um piloto do Visa payWave foi lançado para uso nos metrôs de Paris.

Esse sistema de funciona de maneira a diminuir o tempo gasto para pegar um ônibus, já que o pagamento é feito em uma estação e não no próprio ônibus, onde é preciso esperar que cada pessoa pague por vez.

Mais aqui, aqui e aqui.

Na Índia, o cartão Octopus é utilizado para o pagamento de quase todos os meios de transporte (apenas o aéreo fica de fora), metrôs, trens, ônibus, táxis, etc. É ligado diretamente à conta bancária da pessoa que utiliza, o que torna desnecessário pegar filas para comprar passagens, ou andar com dinheiro e precisar de troco.

Lembra um pouco o Bilhete Único, que usamos para pagar passagens de ônibus, metrô e trem, com até 4 passagens no período de 3 horas. A diferença é que este é mais abrangente no que diz respeito aos tipos de meios de transporte e não é necessário carregar.

Anúncios
Esse post foi publicado em Inovação, Marcas, Mobilidade, Tecnologia, Transporte, Transporte Público. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s