BRT – Bus Rapid Transit System

BRT é um sistema de transporte público onde os ônibus articulados andam em faixas exclusivas ou elevadas para eles, separando dos demais veículos. O conceito foi criado em Curitiba, como uma alternativa mais barata para construção de um metrô. É um sistema de transporte bastante presenta em toda América Latina, como Bogotá, León, São Paulo, entre várias outras.

Principais modelos de BRT:

Guangzhou, China

O sistema BRT de Guangzhou, ou GBRT, de todos no mundo, é o mais integrado com os outros sistemas de transporte da cidade, além de ser grande números. São 22,5 km de corredor, temo maior número de passageiros desse tipo de transporte, melhor frequência de ônibus e maior quantidade de estações. Além disso, é ligado às linhas de metro, possui estacionamento para bicicletas e um futuro sistema de aluguel de bikes.

Mais sobre o GBRT aqui e aqui.


Lima, Peru

A cidade de 9 milhões de habitantes, onde 70% dos veículos são carros mas 70% da população anda de ônibus inaugurou seu ainda incompleto sistema BRT de transporte, planejado para atender aproximadamente 600mil pessoas. Uma empresa foi criada para gerenciar toda a parte administrativa, financeira e técnica do sistema de transporte, além de cuidar da integração deste com a futura linha de trens elétricos da cidade.

Mais sobre a cidade de Lima aqui.

Modelos parecidos nas cidades de Nantes (França), Tehran (Irã) e León, no México.

Curitiba, Brasil

A cidade brasileira é um exemplo de sistema de transporte público para o país e para o mundo. Foi a primeira, entre todos os países, a implementar o BRT. Também é conhecida pelo planejamento em conjunto com um inovador plano do uso do solo e pela implantação pioneira de tarifa única integrada. O sistema foi chamado de plano diretor, sistema onde se distribui o fluxo de crescimento demográfico/industrial/empresarial em torno de eixos de transporte, para que todas as pessoas tenham como ir e voltar de seus trabalhos para suas casas. O sistema permitiu que mais tarde fossem criados os eixos “SBTM” (Sistema Biarticulado de Transporte de Massa – ônibus biarticulado com capacidade para 250 passageiros) principal sistema da Rede Integrada de Transporte (RIT), onde ônibus de diferentes formatos e objetivos (troco e alimentador) são integrados para transportarem 85% da população da cidade.

Expresso Biarticulado: São operadas por veículos tipo biarticulados, na cor vermelha que ligam os terminais de integração ao centro da cidade, através das canaletas exclusivas. Embarques e desembarques são feitos em nível nas estações tubo existentes no trajeto.
Ligeirão Azul: É operada com veículos tipo biarticulados, na cor azul que liga o bairro Boqueirão até o centro da cidade, na Praça Carlos Gomes. E na lina Pinheirinho até o centro.
Alimentador: São operadas por veículos tipo micro, comum ou articulados, na cor laranja que ligam terminais de integração aos bairros da região.
Interbairros: São operados por veículos tipo padrão ou articulados, na cor verde, que ligam os diversos bairros e terminais sem passar pelo centro.
Linha Direta: Operam com veículos tipo padrão ou articulados, na cor prata, com paradas em média a cada 3km, com embarque e desembarque em nível nas estações tubo. São linhas complementares, principalmente das linhas expressas e interbairros.
Linhas Troncais: Operam com veículos tipo padrão ou articulados, na cor amarela, que ligam os terminais de integração ao centro da cidade, utilizando vias compartilhadas. Convencional: Operam com veículos tipo micro ou comum, na cor amarela, que ligam os bairros ao centro, sem integração.
Circular Centro: Operam com veículos tipo micro, na cor branca, com deslocamentos, custos e tarifa diferenciada, que ligam os principais pontos atrativos da área central. Inter-hospitais: Ligam os principais hospitais e laboratórios em um raio de 5,0 km de área central.
Turismo: Com saída do centro, passa pelos principais parques da cidade. (tarifa diferenciada).
SITES: Sistema integrado do ensino especial que atende a rede de escolas especializadas para portadores de deficiência física e/ou mental (sem custo para o usuário). O transporte especial por pessoas portadoras de deficiência feita através do SITES atualmente transporta 2,1 mil alunos por dia em 43 linhas que atendem a 38 escolas especializadas.

As estações e pontos de ônibus em forma de tubos de vidro, que organizam o fluxo de pessoas dos veículos e permitem uma acessibilidade universal para todos os usuários, por serem ao mesmo nível dos biarticulados e diminuírem o tempo de embarque e desembarque das pessoas (10 segundos).

Esse sistema serviu de exemplo e já foi implantado em outros lugares do país, como Goiânia (Metrobus), Uberlândia (Sistema Integrado de Transporte em Uberlândia – SIT) e São Paulo, que possui duas linhas diferentes desse tipo de transporte. O Corredor Metropolitano de São Mateus – Jabaquara e o Expresso Tiradentes, que liga o Terminal Pq Dom Pedro II, no centro à Cidade Tiradentes, extremo leste da cidade.

Linha do Corredor Metropolitano de São Mateus – Jabaquara

Linha do Expresso Tiradentes hoje

Linha do Expresso Tiradentes quando for concluído

Anúncios
Esse post foi publicado em Ônibus, Brasil, BRT, Cidade, Mobilidade, Planejamento Urbano, Transporte, Transporte Público. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s